Buscar
Youtube Instagram

Notícias

26.03.2019 - 14:09

Honrando trajetória de pesquisa, estudante da EE Teotônio Vilela tem projeto premiado na Febrace 2019

A ACP já contou a história de dedicação, educação e sucesso do Clube de Ciências da escola, formado por professores e alunos do Ensino Fundamental ao Médio. Thailleny Dantas, uma das jovens pesquisadoras, teve seu projeto reconhecido com três premiações na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia
|
Compartilhe:

Uma árvore cultivada com dedicação aumenta a abundância de seus frutos, a cada temporada, apesar das intempéries da semeadura. Com proposta de educar para o protagonismo e a ciência, a EE Teotônio Vilela colheu mais um fruto. Um excelente resultado semeado a partir do seu Clube de Ciências. O projeto desenvolvido pela estudante Thailleny Dantas Rezende ganhou o primeiro lugar na categoria de Ciências Biológicas, foi reconhecido como melhor trabalho de Mato Grosso do Sul e recebeu o prêmio Mérito Acadêmico de Ciências Moleculares, durante a 17ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), encerrada na última sexta-feira (22).

O desempenho também garantiu credencial para que o projeto seja apresentado pela estudante, juntamente com seus professores orientadores, Vagner Cleber de Almeida e Carlos César Gonzalez, na Feira Internacional de Ciência e Engenharia da Intel (Intel Isef), que acontecerá no mês de maio, nos Estados Unidos. A feira é reconhecida como a maior do mundo, na área de ciência e tecnologia, direcionada a estudantes que ainda não chegaram ao nível universitário.

Thailleny integra o Clube de Ciências da escola, juntamente com outros professores e alunos. O grupo desenvolve um excelente trabalho em pesquisa científica que já foi tema de reportagem no site da ACP, e na última edição da Revista Expressão (Veja aqui). A qualidade do projeto já foi reconhecida em várias ocasiões, com participação e premiação em feiras científicas estaduais, regionais, nacionais e internacionais.

Iniciado em 2012 pela iniciativa do professor de Biologia, Vagner Cleber de Almeida, atualmente, o “Clube de Ciências” conta, além de Vagner, com a coordenação dos professores Carlos Cesar Gonzales de Luna (Geografia) e Keila Araújo (Matemática). Depois de sete anos de trabalho, alguns alunos que passaram pelo Clube de Ciências já estão na universidade. Onze jovens cientistas integram o grupo atual.

“Todos os anos a Escola Estadual Teotônio Vilela participa, com projetos, em feiras estaduais e nacionais. Sempre há premiações. Na Febrace, é uma participação de aproximadamente oito anos, então a EE Teotônio Vilela já tem um histórico de educação para a pesquisa”, explicou o diretor da unidade escolar, situada na região da Cohab e Universitária e tem atualmente 1.522 alunos, estudando nos três turnos.


Atualmente cursando o terceiro ano do Ensino Médio, Thailleny apresentou um projeto que desenvolve, sob a orientação dos professores Vagner e Carlos, há três anos. A pesquisa, que já passou por várias etapas, analisa o impacto da leucena (Leucaena leucocephala) sobre a biodiversidade. A leucena é uma planta exótica que tem crescido de forma descontrolada, sendo encontrada com frequência nas margens dos córregos campo-grandenses.

O diretor Adauto Costa explica o que é possível notar em uma visita atenta na EE Teotônio Vilela. “Aqui temos a filosofia de que o aluno seja protagonista da sua própria educação”.

A longa trajetória de pesquisa na escola enfrentou e ainda enfrenta muitas dificuldades, como a falta de apoio e estrutura na educação pública. O bom desempenho com premiações e, principalmente, com o aumento da autonomia dos estudantes é resultado do esforço pessoal de professores e comunidade escolar. “É a primeira vez que um projeto desenvolvido na escola ganha um prêmio com esse destaque. É um reconhecimento muito grande, resultado da dedicação dos professores e alunos”, finalizou o diretor.

Tag3 - Desenvolvimento Digital